Pesquisar este blog

Seja bem vindo(a) ao Blog da Vanyr Carlla

A arte está em nós, devemos apenas deixá-la livre pra poder se expressar de alguma forma: escrevendo, pintando, desenhando, cantando, fotografando e até mesmo sonhando... ou seja, do jeito que tem que ser!















Loading...

sábado, 17 de julho de 2010

Art Gallery in Brazil - Flores Natureza Morta e Paisagens Brasileiras/2010

Obras postadas no anuário de artes 2010: Art Gallery in Brazil-Flores/Natureza Morta/Paisagens Brasileiras. Todas as minhas foram Natureza Morta... endereço no site:

Além do horizonte

Além do horizonte

Olho adiante, tudo azul!

Sinto no rosto a brisa, simplesmente.

Caminho a esmo, sem preocupação.

Diante de tudo lindo, me emociono,

Após sentir toda a brisa roçando meu rosto.

Vejo que, tão vasto é o mar,

Tão longínquo é o céu,

Tão profundo são os sentimentos!

E, tão vazio é o homem que não se ama.


Os azuis se encontravam diante de mim!

O mar, ainda calmo pela manhã,

O céu radiante e iluminado,

Mostraram-me que, eu era importante!

Que eu era parte de um mundo lindo!

E faziam questão que eu acordasse,

Para este mundo de singelas e sutis belezas.

O vazio em que eu me encontrava, ficou tão evidente,

Como evidente foi encontrar com a amargura.


Percebi que, se não acordasse naquela manhã,

Que se eu não me encontrasse naquele dia,

Poderia me perder para um profundo que eu desconhecia.

Há mais além, do que meus olhos mostravam!

Só conseguiria ver, se eu me permitisse.

Então, da amargura que inundou no meu mundo,

Despertei pro mais sublime, pro mais profundo!

Olhei dentro de mim, e vi que era uma questão de escolha,

Ou eu me amo, ou nada mais!


Publicados no livro: Cristal de Talentos - Lançamento Agosto/2010 na Bienal de SP, Casa Fazenda Morumbi e Casa das Rosas.

A poesia irá ser declamada no dia 01/09/10, no lançamento que ocorrerá na Casa das Rosas, pelo artista plástico e membro da ABLA Renato Araújo! Grande honra à minha pessoa!



Pernas Femininas

Pernas Femininas


O vento levantou as saias,

Deixando elas todas à mostra.

A dona, no ímpeto do susto suspirou aliviada:

Oh, ninguém de olhos a postos!

Estrondoso engano.

Três rapazes, sentados em prosa,

Comentavam sorridentes:

Nossa! Que belas, que cor, que pernas!

Ao passo que andou,

E a distância foi passando,

A perna que o diga:

Ô distância cumprida!

Suas pernas lindas,

E também, tão queridas,

Que divagam, e suspiram.

São dela: suporte e mexida!


De passos curtos ou longos,

Toda feminina, graciosa.

Elas a levam aonde gosta,

Elas a levam aonde quer.

Equilíbrio e firmeza,

Encanto sensual e beleza.

No corpo, um complemento.

Na mulher, um monumento.


Pintura OST 70X90 cm

Poesia selecionada para o livro "Ponte dos Sonhos" - Lançamento em Niterói setembro/2010 e em (Frankfurt-Alemanha) outubro/2010 .

By Vanyr Carla Alves Rabelo

Amigas



Amigas é uma poesia em prosa. Criada especialmente para uma amiga, e foi selecionada para o livro Ponte dos Sonhos, e será lançado dia 24/set/2010 na Câmara Municipal de Niteroi e em out/2010 na Alemanha em Frankfurt...