Pesquisar este blog

Seja bem vindo(a) ao Blog da Vanyr Carlla

A arte está em nós, devemos apenas deixá-la livre pra poder se expressar de alguma forma: escrevendo, pintando, desenhando, cantando, fotografando e até mesmo sonhando... ou seja, do jeito que tem que ser!















Loading...

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Quando o amor é banalizado


Um dia uma linda flor,

Carente de amor, procurou

Alguém que pudesse cuidar dela então

Alguém que lhe desse carinho, amor e atenção

Encontrou senão, um caloroso coração

Que lhe prometeu ofertar tais designações

Em troca de amor e todo carinho

Deixou ela tomar conta de si, ser a sua guardiã

Cuidar dele, sentir ele, dar carinho a ele

Ela com todo entusiasmo os fez com toda delicadeza

Esqueceu que no mundo existia o egoísmo, os enganos

As faltas de considerações, mas como podia?

Ela em sua pureza, nada disso sentia

Mas em sua alma florida pôde sentir

Todo aquele amor por água fluir

Viu em suas pétalas brotar gotas de dor

Até não poder mais, encher-se de tanto desamor

Um amor descumprido, descomprometido

A falta de atenção a levou então

Buscar o tão procurado amor, em outro coração

Ao perceber que a perdera
 
O coração amargurou, e se inundou na solidão

Gritou para o mundo: não quero viver sem meu amor

Aquela que um dia morou em mim, me deu toda atenção

O que farei sem minha flor? Perguntou aturdido, em seu desamor!

As águas de dores que brotaram da flor

Alagaram este coração perdido, descuidado e agora desiludido

Pôde então sentir a dor, daquela que um dia o inundou de amor! 


Cuide da sua flor enquanto ela vive e cuida do seu coração! Não seja 

egoísta, não engane quem lhe oferta amor...

Beijos

Vanyr Carlla - Poetisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário